4 dicas para fazer a produção de soja render com a atual seca

Por Jéssica Marques

0

A forte seca que vem acometendo vários estados brasileiros preocupa os produtores de soja, já que a leguminosa é uma das que mais sofrem com a estiagem, pois cerca de 90% do seu peso é constituído pela água.

As pancadas e o tempo nublado que eram predominantes no início desta safra fizeram com que o arranque inicial da soja fosse prejudicado. Os campos atualmente sofrem com o tempo seco e com a pouca chuva que, quando vem, são pancadas que também causam perdas.

Para que as quedas não tragam consequências ainda maiores para os produtores, é preciso buscar alternativas que minimizem os impactos da ausência de chuva nas plantações.

Veja abaixo algumas dicas que podem ajudar a produção da leguminosa no momento de estiagem:

Manejo adequado do solo

A preparação do solo no momento da estiagem é fundamental para sobrevivência da cultura. Análises prévias do solo podem apresentar fragilidades a serem resolvidas e assim, é possível diminuir as consequências. Outro ponto importante é não perder a umidade que o solo ainda tem, para isso, o uso de palhada é indicado por sua efetividade e baixo custo.

Monitoramento de pragas e doenças

Ao sofrerem estresse hídrico, a soja fica vulnerável ao ataque de fungos, que normalmente lhes seriam benéficos, porque ajudam na função de mineralização. Porém, ao encontrarem raízes fracas, os fungos acabam produzindo toxinas que bloqueiam o sistema vascular, resultando nas doenças. Por isso, é fundamental o monitoramento da cultura durante toda a safra, principalmente em situações de estiagem.

Tratamento de sementes

Com o uso de biorreguladores, é possível tratar as sementes de forma que elas se tornem plantas já com maior resistência a estresses hídricos. Além disso, essas sementes têm seu enraizamento aumentado, tornado-o mais profundo e com menores chances de perda de umidade.  

Altura das plantas

A altura das plantas também influencia na produtividade da lavoura. A época do plantio e o número de plantas por metro quadrado precisam de atenção e estudo. O quanto antes, dentro do período recomendado,  a soja for plantada, sua altura será menor, o que diminui a suscetibilidade à seca. A altura ideal das plantas varia entre 60 e 80 cm.

Considerando que o clima e sua variabilidade é responsável por 50% da oscilação de produtividade das culturas agrícolas de um ano para o outro (enquanto os aspectos de manejo da cultura e do solo respondem pelos outros 50%), adotar estratégias para enfrentar os impactos das mudanças climáticas na agricultura são imprescindíveis desde o planejamento de safra até o momento da colheita. Esteja sempre atento!

Assine a Revista Strider gratuitamente. Leia mais notícias e novidades no Blog Por Dentro do Agro. Acompanhe-nos no FacebookInstagramLinkedIn.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.