9 cuidados essenciais para máquinas agrícolas

0

As máquinas agrícolas são peças muito importantes no trabalho de uma fazenda. Quando o produtor sabe cuidar corretamente de suas colheitadeiras, semeadoras, tratores e pulverizadores, os gastos com reparos diminuem e os riscos de ter que lidar com falhas mecânicas também. Por isso dizemos que o uso responsável e uma boa gestão da frota garante a longevidade das máquinas.

Trabalhando com uma frota mais alinhada e eficiente, o produtor consegue reduzir o custo operacional da fazenda, além de aumentar a vida útil do equipamento, economizando combustível, tempo e dinheiro.

É claro que a intensidade do trabalho e o tipo de cultura influenciam no estado de conservação das máquinas. Mas a falta de manutenção e dos cuidados essenciais com os equipamentos podem acelerar o processo de depreciação.

Separamos algumas dicas de manutenção para ficar atento e não se descuidar de suas máquinas agrícolas!

1 – Leia o manual de instruções. Conheça as peças e funcionalidades da sua máquina. Dessa forma você conseguirá estimar o momento certo de fazer as manutenções e também perceberá se algo não estiver funcionando muito bem;

2 – Caso perceba algum sinal estranho, ruídos, fumaças ou vibração incomum, desligue o equipamento. Examine o painel para ver se ele está informando o motivo do problema;

3 – Adquirir peças originais pode parecer mais caro, em um primeiro momento. No entanto, ao analisar o custo-benefício você vai perceber que compensa gastar um pouco mais com peças confiáveis e que tenham garantia de procedência. Peças paralelas não funcionam bem e podem até mesmo danificar sua máquina;

4 – O mesmo princípio das peças também se aplica aos profissionais mecânicos. Opte por fazer a manutenção de suas máquinas com um profissional capacitado, de preferência com boas referências. Assim, você evitará prejuízos e até mesmo acidentes. Fique atento para a utilização de ferramentas adequadas para a manutenção e siga as instruções de instalação do fabricante;

5 – Se for levar para uma autorizada, prefira as especificadas pelo fabricante, principalmente se o equipamento ainda estiver na garantia. Se não houver possibilidade, ou o valor do reparo compensar escolha uma oficina de sua inteira confiança;

6 – Se seu equipamento estiver parado, cuide para que fique limpa. Evite a umidade! Isso significa raspar e limpar os restos de insumos que grudam na máquina ou que ficaram enrolados nos eixos, correias e armações;

7 – Sempre que lavar o equipamento, espere que ele seque completamente antes de guardar. Tratores e máquinas pesadas devem ser lavados apenas desligadas e com o motor frio, para evitar choques de temperatura. Pulverizar a máquina com óleos também não é boa ideia. Isso pode ressecar as mangueiras e os pneus, além de facilitar a impregnação de poeira;

8 – A lubrificação dos rolamentos deve ser constante, mas feita de forma correta. Deve-se usar graxa e óleos de qualidade. Isso evitará que a peça se danifique por ressecamento. Não guarde os rolamentos em locais muito úmidos. Se a umidade do ambiente for superior a 60%, ela poderá prejudicar as peças do equipamento.

9 – Utilize um sistema de rastreamento que permita acompanhar o desempenho dos tratores e implementos. Saber as rotas que elas fazem na fazenda e a velocidade que elas estão trabalhando ajuda a se antecipar aos problemas, reduzindo os impactos negativos na operação, caso ocorra alguma falha mecânica.

Gostou das dicas? Leia mais no Blog da Strider. Acompanhe nossas redes sociais em Facebook, Instagram, LinkedIn e Youtube.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.