Cinco dicas para um plantio eficiente

0

Entre elas, o planejamento detalhado das máquinas e insumos; a revisão de pré-plantio; o monitoramento constante do clima e da capacidade de campo do solo, o gerenciamento de adubos e sementes e a utilização de equipamentos de qualidade.

Utilização eficaz das máquinas e insumos
Para se fazer uma utilização eficaz das máquinas e insumos que serão necessários ao longo de todo o processo é importante sempre respeitar os estágios de crescimento (ciclo fenológico) da planta, uma vez que qualquer desvio nesta operação pode resultar em perdas que dificilmente serão corrigidas.

Revisão pré-plantio de máquina
Na sequência, é fundamental realizar a revisão de pré-plantio, na qual todas as partes da frota são analisadas. Dessa forma, no momento em se que inicia o processo, não haverá necessidade de a máquina parar para fazer manutenção, o que impacta diretamente na colheita.

Monitoramento constantemente
Também deve-se monitorar, constantemente, o clima e a capacidade de campo do solo para definir o momento exato para o melhor plantio. Como cada planta tem um ciclo diferente, plantar na época certa garante seu desenvolvimento correto e, consequentemente, produtividade maior.

Gerenciamento de adubos e sementes
Somando-se a isso, as janelas de plantio estão cada vez mais curtas, em decorrência das mudanças climáticas pelo país, que tornam a qualidade cada vez mais evidente. Dessa forma, o agricultor precisa gerenciar a distribuição correta de adubos e sementes no solo.

Equipamentos de qualidade
Para auxiliar nessa fase tão importante, a Case IH lançou a plantadeira Easy Riser 3200. De acordo com Marco Ripoli, diretor de Marketing de Produto da Case IH para América Latina, “com apenas dois pontos de lubrificação em toda a máquina, reduz em até oito horas por mês o tempo de parada e permite trabalhar até 12 hectares a mais por dia”. O modelo tem a maior capacidade de armazenamento de adubo (+25%) e de semente (+30%), comparado ao principal concorrente. “É uma plantadeira que apresenta maior flexibilidade para trabalhar nas mais variadas condições de plantio”, finaliza.

Fonte: Grupo Cultivar

Leia também: Cultivo da soja: 6 curiosidades que você nunca ouviu falar. Acompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn e Youtube.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.