Combinação de microrganismos pode aumentar a produtividade do feijão em até 11%

0

Segundo estudo realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o feijoeiro-comum, ao ser coinoculado com os micro-organismos Rhizobium tropici e Azospirillum brasiliense, tem seu potencial produtivo elevado e pode chegar a produzir 11% a mais do que com o uso de fertilizantes químicos nitrogenados. Essa coinoculação tem, inclusive, as qualidades necessárias para substituí-los.

Além disso, de acordo com o coordenador da pesquisa Enderson Ferreira, da Embrapa Arroz e Feijão (GO), os benefícios da combinação afetam tanto o bolso dos agricultores quanto o meio ambiente. Isso acontece porque, além de não utilizar ureia, os micro-organismos aumentam a fixação de nitrogênio no solo e potencializam o desenvolvimento das raízes e da absorção de água e nutrientes, contribuindo para o crescimento das plantas e para a produção de grãos.

O crescimento no rendimento de pequenos produtores foi de 13%, enquanto grandes produtores que já adotaram a técnica tiveram aumento de até 114%. 

Quer saber mais? Clique aqui para ler a matéria completa de Henrique de Oliveira para o Grupo Cultivar.

Leia também: Saiba Tudo Sobre os Riscos e Danos do Frio Para a Agricultura. Acompanhe nossas redes sociais em Facebook, Instagram, LinkedIn e Youtube.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.