Imagens aéreas e de satélite: entenda os benefícios e como potencializá-los

0

A análise de imagens de satélite ou de imagens aéreas é um recurso interessante, capaz de proporcionar diversas vantagens para o produtor rural. E, apesar de não garantir a certeza de que boas decisões serão tomadas, ajuda a orientar o agricultor durante as atividades da fazenda, contribuindo para que seja mais assertivo em suas escolhas.

Sendo assim, para que possam ser aproveitadas ao máximo, é preciso que o uso dessas imagens seja aliado a outras tecnologias, como as de análise de clima e solo ou mapas de calor de pragas. Entenda:

Benefícios gerados pelas imagens aéreas e de satélite

Atualmente, já é possível adquirir, por exemplo, drones ou VANTs ou ainda contratar constelações de satélites que, orbitando em torno da Terra, conseguem tirar uma série de fotografias das mais variadas áreas ao redor do globo.

A partir dessas fotografias, o produtor tem acesso a imagens das lavouras e, através delas, consegue visualizar, por meio de softwares que realizam análises de NDVI ou do uso de algoritmos, áreas que se encontram em situação mais preocupante do que outras sofrendo, por exemplo, com o estresse hídrico ou com a perda de biomassa.

As imagens aéreas ou feitas por satélites são ainda mais interessantes quando o agricultor consegue sobrepô-las ou compará-las às de safras anteriores, avaliando mudanças ocorridas. Assim, os gestores são capazes de orientar colaboradores, articulando operações específicas para solucionar os problemas de cada talhão.  

Tecnologias que contribuem para otimizar esses dados

Apesar de úteis e precisos, esses dados dificilmente são capazes de se sustentar por si só. Ou seja, necessitam ser complementados e, para isso, já existem sistemas de tecnologia integrados, através dos quais o agricultor consegue ter acesso a diagnósticos da fazenda como um todo.

Por meio deles, a análise das imagens é feita em conjunto com outras informações acerca do clima, do ambiente, do monitoramento de pragas ou das atividades dos executores.

Em conjunto com softwares de gestão do maquinário, o mapa de NDVI pode, por exemplo, além de evidenciar perdas de biomassa, indicar os caminhos pelos quais as máquinas devem passar e onde devem ser realizadas aplicações de produtos para desenvolvimento.

A análise de NDVI também pode ser associada a mecanismos de monitoramento das condições ambientais e climáticas, que fornecem informações sobre a temperatura e a umidade do ar e, assim, são capazes de informar, além da necessidade de irrigação, o risco da infestação de determinados agressores, como fungos ou outras pragas, em cada talhão.

Leia também: 8 motivos para usar um software de análise de sensoriamento remoto. Acompanhe nossas redes sociais em Facebook, Instagram, LinkedIn e Youtube.

Por Luisa Gonçalves – Strider

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.