LCA: Conheça o investimento usado para financiar o agronegócio

0

Existem diversos tipos de investimentos utilizados para financiar vários setores da economia. As Letras de Crédito, como LCI e LCA, por exemplo, são modalidades muito conhecidas no financiamento do setor imobiliário e do agronegócio, respectivamente.

Para te ajudar a entender melhor sobre a LCA, separamos neste post informações importantes sobre este tipo de investimento e como ele ajuda a movimentar o agronegócio no Brasil.

O que é LCA

A sigla LCA significa Letra de Crédito do Agronegócio. É uma modalidade de investimento em Renda Fixa que capta recursos para financiar as atividades do setor. Através dela, muitos produtores rurais conseguem recursos para realizar diversas atividades, desde a produção agrícola até a compra de máquinas e insumos.

Uma grande vantagem da LCA para os investidores é que, para pessoas físicas, não há incidência de IOF e nem de Imposto de Renda. Para pessoas jurídicas, há a incidência apenas de Imposto de Renda segundo a tabela progressiva do tributo estabelecida pela Receita Federal.

Como funciona a Letra de Crédito do Agronegócio

Assim como em outras modalidades de investimento em Renda Fixa, o funcionamento da LCA é muito simples. É como se o investidor emprestasse dinheiro às instituições financeiras e recebesse, ao fim de um prazo, o valor acrescido de juros. Enquanto seu capital está em poder dos bancos, eles podem utilizá-lo para emprestar a terceiros que sejam vinculados ao setor agrícola.

Um medo muito comum entre os investidores é o da inadimplência. Ou seja, existe o receio de o banco emprestar o dinheiro a outras pessoas, elas não pagarem e o investidor ficar no prejuízo. No entanto, este risco não existe para o investidor. O capital aplicado é de total responsabilidade da instituição financeira, que deve devolver o capital a quem investiu na LCA mesmo em casos de inadimplência.

Tipos de LCA

Existem três tipos de LCA no que diz respeito às taxas de remuneração de capital e o prazo de aplicação. São eles:

  • Prefixado: neste tipo de LCA, o investidor já sabe desde o começo quanto vai receber de remuneração ao resgatar seu capital, porque a taxa de rendimento é acordada desde o início do contrato.
  • Pós-fixado: neste caso, o investidor opta por ter seu rendimento atrelado pelo percentual de algum indexador, como a taxa Selic ou o CDI. Deste modo, o investidor não sabe exatamente qual vai ser sua rentabilidade ao resgatar o capital, porque ela irá depender da variação do indexador ao qual seu título está atrelado.
  • Híbrido: A LCA híbrida tem parte de sua rentabilidade atrelada a um indexador e parte relacionada a uma taxa de juros previamente definida. Devido à carência mínima de três anos, esse tipo de LCA não é muito comum entre os investidores. Porém, pode ser muito interessante para quem não vai precisar do capital no curto prazo.

LCA na economia

O principal objetivo do investimento, como dito antes, é financiar atividades ligadas ao agronegócio. Este tipo de Letra de Crédito funciona como um repasse de todos os recebíveis aos investidores privados antes dos vencimentos.

Com esse repasse, haverá maior disponibilidade de capital para os agentes do agronegócio, o que gera um aumento na oferta de financiamentos e crédito para compras à prazo de produtos rurais. O investimento em LCA é uma ótima forma de movimentar e dar força ao setor do agronegócio, contribuindo assim para a economia do país.

Enquanto o investidor rentabiliza seu capital, o setor recebe recursos para aprimorar suas atividades. Produtores podem investir no campo e as indústrias têm capital para produzir, beneficiar e comercializar produtos ou insumos agropecuários.

Assim sendo, investir nas Letras de Crédito do Agronegócio traz benefícios em vários âmbitos. O produtor consegue realizar suas atividades, as instituições lucram com as transações e o investidor recebe uma remuneração sobre seu capital. Dessa forma, o Brasil, gigante em agronegócio, pode seguir com força total para crescer ainda mais.

Leia outras notícias, novidades e curiosidades sobre o universo agro no BlogAcompanhe nossas redes sociais em Facebook, Instagram, LinkedIn e Youtube.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.