Saiba como a tecnologia pode ajudar a reduzir perdas com pragas!

por Damiany Coelho e Luciana Botelho

0

O produtor sabe bem: antes de colher os lucros de uma safra, ele acaba deixando prejuízos no meio do caminho. E o maior deles está ligado à falta de monitoramento correto, especialmente voltadas ao manejo das pragas – as grandes vilãs da produtividade!

Como você viu no nosso vídeo, 45% da área plantada em todo o Brasil tem problemas com plantas daninhas. E estima-se que esse problema gera quase R$ 9 bilhões de perda na agricultura do país!

E não para por aí: no caso da soja, a infestação de percevejos pode gerar uma perda de 100% da safra – só pra citar um exemplo.

Portanto, ninguém quer se deparar com a visita desagradável de daninhas, ou da helicoverpa, da broca da cana ou do percevejo, não é mesmo? Mas, para a planta crescer completamente saudável sem te dar maiores prejuízos, é preciso ficar de olho!

Aplicar o herbicida baseado na média para todo o talhão é arriscado, uma vez que podem existir regiões, dentro do talhão, que estão com um nível de infestação alto, mas a média não é alta o suficiente para justificar uma ação de controle em toda a sua extensão. Então, como fazer uma aplicação assertiva e sustentável, evitando desperdícios?

CORTANDO O MAL PELA RAIZ

A solução é simples: basta adotar tecnologias de monitoramento na sua produção!

Usando um software de monitoramento de pragas você consegue cortar o mal pela raiz – já que pode agir antes que a praga se alastre. Pensando nisso, apresentamos a você o Strider Protector, software de monitoramento líder de mercado no país.

Veja alguns motivos para investir nessa tecnologia:

1. Garante a confiabilidade dos dados

O Strider Protector garante que as informações coletadas em campo cheguem ao escritório de forma mais confiável, permitindo uma tomada de decisão mais assertiva e rápida para os problemas de pragas.

Uma das grandes vantagens do sistema georreferenciado é que todo o registro de informações e captação de imagens só pode ser efetuado presencialmente. Por exemplo: o técnico responsável só poderá inserir dos dados do monitoramento do “talhão 2” se ele estiver realmente no local. Assim, o produtor consegue acompanhar se as tarefas planejadas estão sendo feitas corretamente.

2. Permite a aplicação localizada de defensivos

Você já sabe que aplicar produtos em toda a área é perda de tempo – e de dinheiro, não é? Por isso, aplicar bem (e no local certo, só onde for preciso) é preciso!

Entre as suas aplicabilidades, a tecnologia é capaz de gerar mapas de calor identificando as áreas em dano e controle onde as aplicações devem ser realizadas. O software entrega um arquivo (shape file) para ser inserido direto na máquina, sem precisar passar por nenhum outro lugar. Com o arquivo definindo as áreas específicas para aplicação, pode-se pulverizar somente as áreas com índice mínimo para controle.

Como os dados são registrados automaticamente por tablets e celular, gerando relatórios automaticamente a cada coleta, o produtor sabe a hora certa de tomar a decisão.

3. Oferece a visualização do histórico de safras

Por meio de um sistema adequado, é simples resgatar gráficos e relatórios para verificar dados como a eficiência de um defensivo, e até mesmo criar um senso de aprendizado ao passar das safras.
Além disso, é possível acessar todas as informações da propriedade por meio de um painel web. Dessa forma, os dados da fazenda ficam mais acessíveis para análise. Um sistema que agrega todas as informações da safra, desde o tratamento do solo até a colheita, com detalhes das aplicações, infestações e muitos outros, deixa a gestão muito mais funcional. Para requerer certificações, como as do café, por exemplo, esse tipo de investimento é praticamente obrigatório!

Conclusão:

Como você viu, adotar tecnologias no seu agronegócio é imprescindível neste século XXI. Logo, a recomendação final e mais importante é que produtores, técnicos e operadores façam regularmente o monitoramento geral da safra, já que não saber quanto se perde, significa não saber quanto se pode ganhar.

Tá esperando o quê para ver seus custos reduzirem? Quer saber mais sobre o Protector? Clique aqui!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.