5 motivos para investir em um software para monitoramento de pragas

0

O monitoramento de pragas é uma atividade essencial para a saúde da lavoura. Quando um produtor tem conhecimento do local em que está ocorrendo maior intensidade de pragas – que está mais próximo do nível de controle ou onde esse nível já foi atingido, a gestão fica muito mais assertiva.

O monitoramento permite ainda que o agricultor conheça a ameaça que está enfrentando para estudar a melhor estratégia de combate. Se ele não faz monitoramento, nem sempre tem condição de identificar a praga que deve combater e muito menos qual o produto mais adequado para isso. E se o produtor não conhece a praga e quais prejuízos ela pode causar, o combate se torna mais difícil – e caro. 

Neste sentido, a tecnologia surgiu como grande aliada dos agricultores para a execução de um monitoramento de qualidade. Por meio de um software de monitoramento, por exemplo, a atividade ganha confiabilidade e assertividade, fornecendo aos produtores informações inteligentes para análise e tomada de decisão.

Por isso, listamos cinco motivos pelos quais você deveria investir em um software para monitoramento de pragas agora mesmo. Veja!

1 – Confiabilidade dos dados

Por meio de um software de monitoramento de pragas, o produtor consegue acompanhar se as tarefas planejadas estão realmente sendo feitas e também visualizar a rota percorrida pelo técnico durante o caminhamento.

Uma das grandes vantagens do sistema georreferenciado é que todo o registro de informações e captação de imagens só pode ser efetuado presencialmente. Em outras palavras, o técnico responsável só poderá inserir dos dados do monitoramento no “talhão 2” se ele estiver realmente no local.

Por sua vez, o responsável pelo monitoramento de pragas tem em mãos uma ferramenta multifuncional, que viabiliza o registro dos dados colhidos, tornando as informações muito mais transparentes e confiáveis. Isso agrega valor ao seu trabalho. 

2 – Gestão eficiente da equipe de trabalho

Chega de passar horas intermináveis no escritório! Com um software de monitoramento de pragas não é necessário registrar o dados em um papel e passar para a planilha depois. Relatórios, gráficos e análises são gerados automaticamente após cada coleta.

Portanto, o trabalho de gestão da equipe fica muito mais eficiente com uma ferramenta para auxiliar. Aliás, toda a equipe fica mais produtiva e com tempo disponível para focar em outras atividades da rotina de trabalho.

3 – Agilidade na tomada de decisão

Coletar as informações, passar para o papel, criar a planilha e só depois levar ao responsável para que possam ser analisadas pode levar mais tempo do que o ideal, quando o assunto é uma infestação de pragas. Em alguns casos, quanto mais tempo se demora para tomar a decisão de aplicar ou não – e em qual área -, maior será o prejuízo causado pelas pragas na lavoura.

Por meio dos relatórios emitidos pelo software de monitoramento de pragas a tomada de decisão acontece de forma rápida. Alguns sistemas possuem a geração de um relatório offline (que não depende de sinal de internet) e um relatório mais completo em conjunto com um mapa de calor, que indica quais as áreas mais críticas e que devem ser controladas primeiro, após a sincronização.

4 – Precisão nas aplicações e redução de custos

Se no sistema convencional, ao comprovar a pressão de pragas, doenças ou ervas daninhas em um determinado local da lavoura era necessário aplicar em todo o talhão, utilizando um software de monitoramento de pragas isso não é mais preciso.

Como os mapas de calor gerados pelo sistema você visualiza o local em que a pressão de pragas ultrapassou o nível de controle. Em muitas situações vai descobrir que não há necessidade de aplicar na área total e somente na área da infestação.

mapa-de-calor-monitoramento-de-pragas
Mapa de calor com caminhamento georreferenciado e pontos de amostras gerados pelo software Strider PROTECTOR

Acredite, com auxílio da tecnologia é possível fazer aplicações localizadas e praticamente cirúrgicas, além de aplicações em taxa variável. Acabou o desperdício de defensivos e os gastos desnecessários. 

O software permite também economia com a mão de obra, de combustível e ainda evita o desgaste das máquinas gerado por deslocamento desnecessário.

5 – Histórico de safras e centralização de todas as informações da fazenda

Você sabe bem o que leva de experiência safra após safra, mas e de estatística? Você sabe quantas aplicações fez em determinado talhão e quantas delas foram eficazes? Ou em qual área da lavoura está gastando/investindo mais? Talvez até tenha essas informações anotadas em livros de registros, mas com o passar dos anos a consulta desses dados torna-se inviável.

Com um registro otimizado, por meio de um sistema adequado, é simples resgatar gráficos e relatórios para verificar dados como a eficiência de um defensivo, e até mesmo criar um senso de aprendizado acumulado ao passar das safras.

Além disso, é possível acessar todas as informações da propriedade por meio de um painel web. Dessa forma, os dados da fazenda ficam mais acessíveis para análise. Um sistema que agrega todas as informações da safra, desde o tratamento do solo até a colheita, com detalhes das aplicações, infestações e muitos outros, deixa a gestão muito mais funcional. Para requerer certificações, como as do café, por exemplo, esse tipo de investimento é praticamente obrigatório.

A gestão de estoque, que representa um desafio hoje para os técnicos nas fazendas, pode ser feita sem complicações. É só cadastrar todos os insumos no sistema para ter em mãos o controle do que entra e sai da propriedade, sem necessidade de deslocar um funcionário diariamente para conferir o estoque. Basta acionar um comando e pronto: relatório gerado!

Viu, como é vantajoso investir em tecnologia e adotar um software na gestão de sua propriedade?!

Leia também: 7 Estratégias Para Aumentar A Produtividade Na Soja. Acompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn e Youtube.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.